O que é Pretérita Urbe

"Photos de um tempo Pretérito de uma uRBe no fim do fundo da América do Sul chamada Pelotas/RS."

Pretérita Urbe é o nome dado a um projeto pessoal de Fábio Zündler, idealizado no legado deixado pelo pesquisador pelotense Nelson Nobre Magalhães. Projeto nativo do facebook, teve sua concepção em 13 de julho de 2012. Possui simples objetivo de popularizar a história local através da rememoração e extroversão de fatos pretéritos, seja por textos, vídeos ou fotografias. Este projeto ainda vem contribuir para que a história de Pelotas seja conhecida por todo o mundo e principalmente por seus habitantes, sendo assim, que o pelotense consiga construir e formar o seus laços de pertencimento para com a identidade cultural da cidade.

“A construção de uma identidade passa, inapelavelmente, pelo terreno das imagens, galeria de retratos e marcas através das quais aparecemos na cena social” (França, 2002, p. 7).

FRANÇA, Vera Regina Veiga (org.). Imagens do Brasil: modos de ver, modos de conviver. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.



----------------------


"Photos of a time before a city at the bottom of South America called Pelotas / RS."

Pretérita Urbe is the name given to a personal project of Fábio Zündler, idealized in the legacy left by Nelson Nobre Magalhães. Native to facebook, had its conception on July 13, 2012, post events of the 200 years of Pelotas. It has a simple aim of popularizing local history through the remembrance and extroversion of past events, whether by texts, videos or photographs. This project still contributes to the history of Pelotas being known all over the world and especially by its inhabitants, so that the Peloton can build and form their ties of belonging to the cultural identity of the city.

"The construction of an identity passes, inevitably, through the terrain of images, gallery of portraits and marks through which we appear on the social scene" (France, 2002, p.7).

FRANCE, Vera Regina Veiga (ed.). Images of Brazil: ways of seeing, ways of getting along. Belo Horizonte: Authentic, 2002.

4 comentários:

  1. Acho sua iniciativa extremamente importante. Espero que você consiga seguir na mesma trilha de Nelson Nobre, garimpando, organizando e divulgando os fragmentos de nossa bela história local. Parabéns Fábio Zündler. Um abraço. Ass: Artêmio Armando Ramalho de Almeida - Pelotas -Rs - Brasil dia 25.06.2016 sabado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. Artêmio. Fico imensamente feliz e incentivado com seu comentário. Obrigado!

      Excluir
  2. Nem sei o que dizer...esse projeto de Fábio Zündler, calcado no legado de Nelson N. Magalhães ficou gráfica e historicamente muuuuuuuuuito bom, mas bom mesmo. Que belo resgate de Pelotas do século XIX, adentrando no XX. Com toda certeza usarei essas pérolas para incrementar meu livro a ser lançado "Espadas do Império Brasileiro". Não há história da Cutelaria brasileira, sem passar pelo crivo de Pelotas... sem passar pelas páginas que vocês propiciaram!!! Muito obrigado pela chance de lê-los!!!. Um grande abraço a todos. Alfonso Menegassi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Alfonso Menegassi, obrigado pelo seu comentário, com certeza muito incentivador para continuar nesse caminho do compartilhamento da história de Pelotas através das fotos antigas. Obrigado e fique a vontade! Abraço!

      Excluir

Olá tudo bem? Obrigado por deixar aqui seu comentário. Qualquer problema entre em contato direto com a página através do e-mail preteritaurbe@hotmail.com. Se quiser deixe também sua crítica construtiva. Abraço e viva Satolep!