24 de mar de 2016

"Pessoas que fizeram a diferença..." Empresário Clóvis Villar.


Empresário Clóvis Villar.

      Sr. Clóvis Villar, natural de Pelotas, foi comerciante de 1964 a 1993. Foi fundador e diretor das lojas Esporte Princesa e Capézio (Shopping calçadão).
Em 1964 começou com a Loja Elite na Rua Lobo da Costa que fazia sociedade com Carlos Silveira. Anos depois foi proprietário da Casa Norma, na Andrade Neves junto com seu amigo José Azário. Abriu individualmente a Loja Esportes Princesa, antes conhecida como Fábrica de Bolsas Princesa, que abastecia Rio Grande, Jaguarão e arredores da colônia. Quando faleceu em 1993, aos 59 anos, era diretor do Departamento de Apoio à Área Central do Clube de Diretores Lojistas de Pelotas (Daac/CDL), também diretor suplente do Sindilojas e integrava o quadro de sócios da Associação Comercial de Pelotas. Atuante e preocupado com a área central de Pelotas procurava realizar melhorias, e estava sempre em comunicação com outros comerciantes para tentar atender suas solicitações. Realizava várias campanhas, enquanto esteve a frente do Daac/CDL, uma delas em relação a segurança do centro, conservação e limpeza do calçadão. Foi o Sr. Clóvis que junto com o CDL, que viabilizou a colocação de lixeiras e alargamento das calçadas de Rua Marechal Floriano. 
     Em contato com Roberto Villar, neto do Sr. Clóvis, que nos forneceu informações, reportagem e algumas fotos que postaremos a seguir. Sendo assim, deixamos com este texto e fotos, uma singela homenagem ao Sr. Clóvis, que muito se preocupou com a nossa Pelotas e fez a diferença, estendemos esta homenagem a família e em especial a Sra. Terezinha Vieira Villar que sempre esteve ao seu lado no caminho que trilhou por aqui.


Sr.  Clóvis Villar nos anos 40, a esq. encima na foto, no Colégio Gonzaga.
Foto da Fábrica de Bolsas Princesa nos anos 70, que depois se chamou Esporte princesa.
Sr.  Clóvis Villar no seu casamento em 1957, com Terezinha Villar.
Homenagem oferecida ao Sr. Clóvis, 1993, do CDL pelo seu trabalho junto ao comércio.

Empresário Clóvis Villar.




Fonte:
Diario Popular,1993.
Roberto Villar, 2016.

Fotos do acervo da família Villar enviadas por Roberto Villar

1 de mar de 2016

Na fila no início do século XX

Como seria uma sala de espera de atendimento gratuito no início do século XX em Pelotas? Mais precisamente na Faculdade de Odontologia? 
O jornal Opinião pública de 04 de novembro de 1916, nos mostra em uma reportagem sobre a Faculdade de Pharmacia e Odontologia, comentando que a clínica, totalmente gratuíta funcionava das 8h às 11h e das 13h às 17h, assim como o laboratório farmacêutico, ressaltava que a jornada permitia uma longa e perfeita aprendizagem aos seus alunos que eram sempre acompanhados, em revezamento, por seus vários professores. 

Com certeza os atendimentos deviam serem feitos dividindo homens e mulheres, onde nota-se que na foto só aparecem mulheres. Sabe- se que as crianças tinham atendimento separado em uma sala especial. 




Fonte: Jornal Opinião Pública de 04 de novembro de 1916"
Pesquisa:Maria Augusta Martiarena de Oliveira para o trabalho Instituições e práticas escolares como representações de modernidade em Pelotas (1910-1930): Imagens e imprensa em 2012.