Dê play no player acima ^ e escute músicas de Pelotas!

20 de jun de 2015

Registro da 1ª Bomba de Gasolina na Praça Coronel Pedro Osório



   Uma foto bem interessante, que como diz Ricardo de Assumpção no seu compartilhamento, inédita entre as fotos antigas de Pelotas. Que até o momento só tinha sido postada no perfil do Sr. Ricardo no Facebook, que no intuito de colaborar com a memória de Pelotas nos permitiu fazer a reprodução da mesma. Já postamos esta foto na fanpage Pretérita Urbe em 3 de fevereiro de 2015, agora reproduzimos no blog. Grato.
        Na rede social do Sr. Assumpção esta foto foi postada com o seguinte texto:

 "Na foto, entre as baixas árvores da Praça e os trilhos dos bondes, 6 carros posam para foto na inauguração da 1ª bomba de gasolina no ano de 1936, na Praça Coronel Pedro Osório, que assim já era intitulada, desde de 07 de março de 1931 quando o prefeito João Py Crespo homenageou o charqueador, agricultor e político de Caçapava do Sul, Pedro Luís da Rocha Osório."

Fonte texto e foto: Facebook sob permissão de Ricardo de Assumpção Osório Magalhães.

4 comentários:

  1. Pelotas uma cidade lendária, feita de enlevos,
    No romantismo da praça, um posto de gasolina,
    Entre tantas gestas, todos registros em acervos,
    Pelotas, sempre a bela Princesa, tão menina!

    Uma identidade de cultura e muita divícia,
    Terra de gente prócera, de povo hospitaleiro,
    Uma Princesa que no doce tem à sua delícia.

    Que linda terra do formoso rio São Gonçalo,
    Que no ar se esparge do trabalho o cheiro,
    Onde o rico e o pobre na mão traz o calo.

    Que o labor faz com a enxada ou com a caneta,
    Um transacto de orgulho ergueu amparo venturo,
    Evos excelsos de glórias na paz e na baioneta,
    Pelotas, um nome que me ufano, te amo eu juro!

    POESIA DE.: Paulo B Fiss.
    Sob domínio de direito autoral - copyright by author ( PFiss ).
    Pelotas/RS/BR/8° gruas centígrados/22:00/terça-feira/23 de junho de 2015.

    ResponderExcluir
  2. No verso - ONDE O POBRE E O RICO NA MÃO "TRAZ" O CALO

    Diga-se, leia-se ou escreva-se - ONDE O RICO E O POBRE NA MÃO "TRAZEM" O CALO.

    Perdoem-me o lapso de digitação.
    Pelotas/rs/br/11:02/quarta-feira/24 de junho de 2015.

    ResponderExcluir
  3. Olá Sr. Paulo Fiss, parabéns pelos lindos versos sobre nossa Princesa. Agradeço o comentário e a atenção. Abraço

    ResponderExcluir

Olá tudo bem? Obrigado por deixar aqui seu comentário. Qualquer problema entre em contato direto com a página através do e-mail preteritaurbe@hotmail.com. Se quiser deixe também sua crítica construtiva. Abraço e viva Satolep!