Dê play no player acima ^ e escute músicas de Pelotas!

17 de abr de 2015

Rua Floriano Esq. Andrade Neves em 1951.

Foto de Josiane Oliveira. Acervo da família.
www.preteritaurbe.com

6 comentários:

  1. Olá Fábio.
    Continuo em teu site, agora pelo meu relógio são quatro horas e sete minutos, e como sempre mui temprano saio da cama. A cama é uma coisa irritante. Caríssimo, nesta esquina muitas história vivi, neste belíssimo prédio de porta e janelas arredondadas em sua parte superior, se não me falham as catracas foi sede do falido Banco Pelotense e por muito tempo funciona o Banrisul. Meu irmão mais velho, por quase vinte anos trabalhou nessa agência e foi nela que devido a crueza dos anos de chumbo, tive que dar minha primeira voz de prisão a um caixa do estabelecimeto. Momentos que permanece vivos em minha memória. Feliz e infelizmente. Muitos encontro e desencontros, muitas saudades de uma época de juventude, porém vivas e repletas de coisas boas.
    Do outro lado a Kautz e em diagonal desta as Lojas Mazza. Não lembro o que ficava em frente a Kautz.
    Grande abraço.
    Sempre nos brindando com coisas maravilhosas da Princesa do Sul.
    Prof. Pedro.

    ResponderExcluir
  2. Este é um ótimo e inédito registro enviado a página. Abraço

    ResponderExcluir
  3. Na parte superior do atual prédio do Banrisul S/A., morava o sr. Hugo Weishappel Mascarenhas, um dos diretores da Khautz S/A., juntamente com o dr. Paulo Mascarenhas. A porta de entrada (Andrade Neves) continua a mesma até os dias de hoje, localizada onde aparece um ônibus estacionado. Quando lá trabalhei (Khautz) no final dos anos 1950, costumava levar, diariamente, um tarro de leite (aqueles com tampa de cortiça) para a dona. Yeda, que era a esposa do chefe. Ao fundo aparece o letreiro da Drogaria Unicum, local onde trabalhava, na época, o meu amigo Xavier. Carlos Silveira

    ResponderExcluir
  4. Quanto ao comentário do Prof. Pedro Teixeira, em 22/04/2015 e, ainda, ao que fiz em 06/12/2015, o prédio que ficava defronte à Khautz S/A., em diagonal ao Banrisul S/A., se meus neurônios não estiverem me traindo, seria da Casa do Povo (atual Gang), que na época comercializava sapatos. Carlos Silveira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei ao certo mas parece que era uma casa de venda de sapatos. Obrigado pela atenção.

      Excluir

Olá tudo bem? Obrigado por deixar aqui seu comentário. Qualquer problema entre em contato direto com a página através do e-mail preteritaurbe@hotmail.com. Se quiser deixe também sua crítica construtiva. Abraço e viva Satolep!